sexta-feira, setembro 28, 2007

é 6ª feira! ;)

video

bookcrossing nas notícias

Graças à nossa L. :o)

quinta-feira, setembro 27, 2007

ó fachavor...

... era um EuroMilhões práqui, por obséquio, a ver se mandava isto tudo às urtigas.....

terça-feira, setembro 25, 2007

e em movimento...

video

a coisa + assustadora que fiz na vida

Mas estou cá para contá-la ;)


Sobre os vossos comentários, eu também tenho algumas vertigens e me faz alguma confusão as alturas, mas também sempre pensei que ali estamos tão alto que se perde essa noção, e sempre disse que gostaria de saltar de páraquedas mas que ninguém me apanhará nunca a fazer bungee jumping...

É verdade que não se tem a noção de ser tão alto.... mas mesmo assim atirarmo-nos de um avião a 3000 metros de altura é uma coisa que dá cabo de qualquer coraçãozito :op Não há a menor hipótese de não conseguirmos na hora H visto que o paraquedista que salta conosco, que está agarrado a nós, atira-nos dali para fora e pronto!


O nervoso era geral ao chegarmos, uns mais que outros, mas ninguém estava a fazer aquilo com a maior das calmas. Mesmo assim ainda conseguimos convencer mais uma pessoa que fazia inicialmente parte da "Ground Crew" a juntar-se a nós. Éramos 6. Como conseguimos o salto via uma pessoa conhecida duma pessoa conhecida, não pudemos ir todos juntos (de qualquer modo também não daria porque o avião não leva tanta gente). Este salto chama-se tandem, porque é feito "acoplado" a outra pessoa, o verdadeiro paraquedista, o que leva o páraquedas e é responsável pela acção toda :) Nós vamos bem presos a ele, assim como se levássemos uma mochila onde está a nossa vida às costas =) Para saltar sozinho é necessário um curso, assim apenas tivemos um pequeno briefing onde explicam o que vai acontecer, em que momentos, e como nos devemos comportar - desmaiar não vale ;o)


Bastante desconfortável o "equipamento", digo-vos. Mas quando o avião começa a subir e nos apercebemos que está mesmo quase e vamos mesmo atirar-nos para o vazio, até nos esquecemos disso. O pânico foi mesmo quando chegou a minha altura, fui a última do grupo que ia no avião e quando vejo à minha frente apenas a porta aberta e o nada, entrei em estado de choque. Não fosse o tipo atrás de mim empurrar-me e eu tinha ficado petrificada ali. Como vos digo, a coisa mais assustadora que fiz até hoje na vida foi sair daquele avião para fora. Logo de cabeça para baixo, dá uma cambalhota, e queda livre por ali abaixo. Eu estava tão em choque que nem tive noção da velocidade (uns 280 kms/hora) nem das variações da mesma, nem senti propriamente que estava a cair, apenas uma força impressionante contra mim e um vazio na barriga... como quis ter filme do salto, apesar do pânico tinha de me estar a obrigar a rir para o câmera em vez de fechar os olhos e gritar :op


Quando o páraquedas abre sente-se um esticão, vai-se para cima, e depois é uma paz até cá abaixo. Essa parte já consegui apreciar devidamente, depois de me ter acalmado :p

Pézinhos no chão (sabem lá como é bom sentir terra firme!!) e digo que nunca mais me apanham numa daquelas ;) É mesmo o mais provável, apre! Mas o resto do team adorou, e já iam saltar outra vez se tivessem oportunidade. Bem, eu não podia ser a mariquinhas que dizia que não, mas arranjem outra coisa, sim? Campeonato de xadrez, ou assim ;)



Temos uma piada por aqui, somos o Team dos Cães de Loiça. Por isso o Bóbi também foi :op Mas não saltou ;)

domingo, setembro 23, 2007

oui, c'est moi ;o)


(cortesia/direitos de autor do A.)

sexta-feira, setembro 21, 2007

jumping


Este domingo vou cometer uma loucura.
Há muitos anos que digo que gostava de experimentar, mas não ao ponto de ir mesmo tratar do assunto. Agora há uns 2 meses estávamos aqui na conversa na hora do café e um colega lembrou-se de perguntar: não gostavam de _______ ? e vários de nós respondemos que sim. "Eh pá, então era giro irmos fazer, que tal? Vou tratar disso!"
E cá estamos, uns tempos depois, com a aventura marcada. Somos 5, o P. desmarcou-se e diz que prefere ficar só a observar e a fazer a "reportagem fotográfica". E a rir-se de nós, certamente. :P
Agora que a altura se aproxima mesmo, estou a ficar preocupada e a pensar se estou no meu juízo perfeito. Depois disto não posso dizer que tenho medo de andar em montanhas russas, pois não? ;o)

Se me quiserem ver no domingo, olhem para cima na zona de Évora, porque eu vou estar assim:

quarta-feira, setembro 19, 2007

always look on the bright side of life

Some things in life are bad
They can really make you mad
Other things just make you swear and curse.
When you're chewing on life's gristle
Don't grumble, give a whistle
And this'll help things turn out for the best...

And...always look on the bright side of life...
Always look on the light side of life...

If life seems jolly rotten
There's something you've forgotten
And that's to laugh and smile and dance and sing.
When you're feeling in the dumps
Don't be silly chumps
Just purse your lips and whistle - that's the thing.

And...always look on the bright side of life...
Always look on the light side of life...

For life is quite absurd
And death's the final word
You must always face the curtain with a bow.
Forget about your sin - give the audience a grin
Enjoy it - it's your last chance anyhow.

So always look on the bright side of death
Just before you draw your terminal breath

Life's a piece of shit
When you look at it
Life's a laugh and death's a joke, it's true.
You'll see it's all a show
Keep 'em laughing as you go
Just remember that the last laugh is on you.

And always look on the bright side of life...
Always look on the right side of life...
Come on guys, cheer up!)
Always look on the bright side of life...
Always look on the bright side of life...
(Worse things happen at sea, you know.)
Always look on the bright side of life...
(I mean - what have you got to lose?)
(You know, you come from nothing - you're going back to nothing.
What have you lost? Nothing!)
Always look on the right side of life...

Letra e música: Eric Idle, Monty Python

Humor britânico.... ou verdade? Smile! :o)

E vejam AQUI.

a propósito. riam! :)


Monty Python - Dead Parrot



Monty Python - Ministry of Silly Walks

os melhores...


Desde ontem em exibição e adaptação no Casino de Lisboa, por alguns actores que, na minha opinião, são do melhor que por aí anda.
Não vou falhar, porque sou fã dos melhores humorístas britânicos de todos os tempos (novamente, na minha opinião) há muitos anos, acho o humor deles fantástico e que não sofre a passagem do tempo. Já perdi a conta às vezes que vi e revi
A Vida de Brian (o meu favorito...), Monty Python e o Cálice Sagrado e O Sentido da Vida. E recentemente saiu em Portugal a versão portuguesa de Monty Python's Flying Circus, exactamente onde estão os sketches, entre muitos outros, que foram agora adaptados.
Estou curiosa para ver a adaptação dos textos originais para a língua e expressões portuguesas, já que muito havia de idiomático e particularmente britânico no original, adaptação essa feita pelo Nuno Markl, que tem "fases". Eu gosto do Markl, mas há certas alturas que não tem piadinha nenhuma ;op

Aproveitar também para conhecer o novo Casino de Lisboa...

De qualquer modo será uma excelente oportunidade para rir. E faz sempre falta rir :)

terça-feira, setembro 18, 2007

O 1º Desafio

Como vos escrevi há uns tempos resolvi participar no Unread Authors Challenge. E para já está a correr bem (será porque ainda só passou o 1º mês? ;o))
O livro que escolhi ler agora foi o
Just Between Us da Cathy Kelly. Há muito tempo que tinha várias meninas a dizerem-me que valia a pena, que a autora era mesmo boa, e só ainda não lhe tinha pegado devido ao tamanho, 600 e tal páginas é obra!

Agora graças ao Desafio lá seguiu e pode-se dizer que fiquei fã. Faz-me mesmo lembrar a Maeve Binchy nos seus “bons tempos”. Seguimos as histórias de 4 mulheres, 3 irmãs e a sua mãe, ao longo de algum tempo, e ficamos a saber muito sobre elas, porque são como são, e que mudanças estão a atravessar nas suas vidas, que mulheres se tornarão no futuro.

Em Outubro há mais um para o Desafio :)



"In the Irish country town of Kinvara, the fabulous Miller girls are generally reckoned to have it all... There's Stella with the looks of a Renaissance Madonna and a brilliant lawyer's mind. A single mum who has combined work and raising her daughter with aplomb, the only thing missing from her life is the right mam. Now, at last, she's going to get a second chance... Tara is the sharp, cool one. At the top of her TV career, she's recently married the love of her life, the charming Finn, after a whirlwind romance of just six months. And shy beautiful Holly is living a bohemian life that all her old classmates envy, with artistic friends and a beautiful apartment where her creative talents find an outlet. At the centre of the family is their mother, Rose, calm elegant and about to celebrate her fortieth wedding. But nothing in the lives of Rose and her daughters is as it seems, and as plans are made for the party of the decade, the secret heartaches the four women have kept hidden, even from the each other, begin to emerge. Are they strong enough to deal with the truth about their golden lives."

domingo, setembro 16, 2007

de regresso....

Porto Palafítico da Carrasqueira, península de Troia.

  © Blogger template 'Sunshine' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP