segunda-feira, junho 02, 2008

não é o meu mau feitio

… desta vez juro que não é. No sábado lá fui dar a voltinha da praxe à Feira do Livro de Lisboa, é verdade que não resisto ao vício. E vi os novos pavilhões “maravilha” da Editora Leya. “Ah que temos que inovar e tal”, dizem eles. E eu acho bem, não tenho nada contra a inovação – quando é mesmo disso que trata e vem melhorar qualquer coisa! Não é, definitivamente, o caso. Os pavilhões da Leya são extremamente “user unfriendly”. Para quem não os viu, “entramos” neles em vez de vermos só nas bancadas cá fora, e os livros estão em expositor estilo livraria e numa bancada no meio do pavilhão.
Aparentemente, segundo uma notícia que li no DN, a ideia era mesmo terem “aquilo que os leitores encontram numa livraria, com 15 pavilhões e um espaço central para pagamentos”, coisa que para mim foi muito, mas muito mal conseguida. Basta estarem meia dúzia de pessoas dentro do pavilhão e aquilo já parece metro em hora ponta, sem ninguém conseguir ver nada de jeito, e ainda com cuidadinho para não deitar abaixo os livros da bancada.

Não gostei mesmo nada. De mim conseguiram apenas que depois de espreitar 2 deles, tivesse desistido de tentar sequer mais um que fosse, e quem sabe assim perderam uma venda ou duas. Mas havia quem tentasse e lá andasse a acotovelar-se… Deprimente.
Tanta conversa, para fazerem isto. Espero que não continue, e principalmente, que não se espalhe, ou foi a última Feira para mim.

5 comments:

Witchie 3/6/08 10:25  

Eu já há muitos anos que desisti de ir à feira do livro. Ter passado para dentro do Pavilhão Rosa Mota tirou-lhe metade da graça. E encontrar os livros ao mesmo preço que cá fora a outra metade. Deixou de ser ritual de todos os anos. Enfim...

*
mariana

fantasma 3/6/08 10:28  

Eu também não gostei nada quando tiraram a de Lisboa do Parque Eduardo VII, lá é que ela está bem. E os livros, poucos valem a pena, realmente, é só a tradição que se mantém...
Dantes ficava lá 2 ou 3h a andar dum lado para o outro e vinha de lá carregada com + de 10 livros, agora já não é nada assim.

leonor 3/6/08 18:28  

Afinal não perdi nada ;-)

Di 3/6/08 22:00  

Também já passei pela feira e nem um livro comprei... ai ai
Em relação aos tais pavilhões também não achei nada de especial. Confesso que foram os únicos que não vi com tanta atenção.

Cenoura 5/6/08 08:50  

Eu estou como a witchie. Há muito que deixei de ir à feira...
Continuo a achar os livros mais baratos nos locais habituais e, hoje em dia, já quase nem os 'Livro do dia' compensam pois, durante o período de feira a maioria das editoras também faz preços especiais nas lojas.
Só vale mesmo pelo passeio e é se estiver por perto...

  © Blogger template 'Sunshine' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP