quarta-feira, janeiro 23, 2008

2007 e os livros

Antes que entremos a fundo em 2008, deixem-me cá falar dos livros de 2007.

Não se pode dizer que tenha sido um ano muito famoso em leituras, houve poucos que se salientaram, de que gostei mesmo muito e/ou me surpreenderam pela positiva, alguns maus (mesmo!), mas a maioria ficou-se ali mesmo pelo mediano, o que acaba por não dar um ano muito inspirador.
Vou só salientar alguns, do mau ao bom...

Começando pelo mau, livros na Categoria “Onde Anda Agora a Inquisição e As Suas Fogueiras?!”:

-
A Imaginação Hiperactiva de Olivia Joules, Helen Fielding – para quem gostou da Bridget Jones, deve achar que esta Helen Fielding não é a mesma...
-
A Quinta Mulher, Henning Mankell – blergh, blergh, blergh, blergh, e mais blerghhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!
-
Things My Girlfriend and I Have Argued About, Mil Millington – alguém que diga a este senhor que não tem piadinha nenhuma, sim???

Na categoria “É Mesmo Muito Fraquinho...”:

- Jemima J, Jane Green – e tinha ouvido dizer tão bem...
-
Lucy Sullivan is Getting Married, Marian Keyes – e eu gosto da Marian Keyes! Mas este, irritante!
-
Noites de Chuva e Estrelas, Maeve Binchy – lá está outra autora de quem normalmente gosto muito, e este...
-
Money, Money, Money, Ed McBain – desapontante
-
Brincadeiras de Crianças Carmen Posadas – grandes expectativas para este livro, e que seca monumental foi, e que luta para o acabar.

Categoria “Desilusões do Ano”:

- The Tenth Circle, Jodi Picoult – ela sabe escrever muito melhor que isto
-
Segredos de Família, Kim Edwards – livro básico, normalíssimo, e a ideia era tão boa...
-
Extremamente Alto e Incrivelmente Perto, Jonathan Safran Foer – desculpem-me os fãs, mas não havia pachorra para o Oskar... O livro está muito bem escrito, tem partes muito interessantes, mas eu tinha expectativas tão grandes, talvez o erro fosse meu. E depois termina assim, argh!

Categoria “Acima da Média”:

- Segredos Imorais, Brian Freeman - bom policial
-
The Coffin Dancer, Jeffery Deaver – se bem que um pouco longos, os livros têm normalmente twists do princípio ao fim e histórias muito bem elaboradas e contadas
-
Step on a Crack, James Patterson – para quem agora escreve 7 ou 8 livros ao ano, já são raros os que se salientam...
-
The Good Guy, Dean Koontz – o meu “bem amado” Koontz também já não acerta sempre, por isso este foi uma boa surpresa!
-
Manhunting, Jennifer Crusie – sabe bem ler os livros divertidos dela, e bem escritos ;o)
-
Terapia de Choque, Sebastien Fitzek – ouvi dizer bem, comprei, gostei!

Categoria “Ainda Bem Que Um Dia Descobri Este Gajo”:

- Um Estranho Caso de Culpa, O Atleta Desaparecido, Na Pista de um Rapto e Back Spin, Harlan Coben - para quem gosta de thrillers, suspense, mistério, e humor, é um autor que recomendo mesmo mesmo mesmo.

Categoria “Fantástico e/ou Autor-Revelação do Ano”:

- The Thirteenth Tale, Diane Setterfield – não me digam que ainda não leram isto?!
-
O Cirurgião e O Aprendiz, Tess Gerritsen – excelentes policiais, muito “gory”, nham! :oP
-
Wish You Were Here, Mike Gayle – continua a não desiludir
-
Just Between Us, Cathy Kelly – e andava eu há tanto tempo a ouvir falar dela!
-
This Book Will Save Your Life, A.M.Homes – é ler para crer! Leiam!
-
A Question of Love, Isabel Wolff – adorei a história e como estava escrita (e já li outro dela este ano, ah pois!)

Categoria “O Livro do Ano”:

Claro, obviamente, este ano nunca seria outro ;) Harry Potter and the Deathly Hallows, J.K.Rowling (suspiro......)


Os restantes, leram-se. Venham mais boas leituras agora para 2008.
(e vocês, cadê as reviews do ano???)

4 comments:

Tânia 24/1/08 14:45  

Lá vou eu tomar nota de uns nomes ;)

Flor 24/1/08 15:40  

Safran Foer desilusão???? Blasfémia!!!!!!!
O Mike Gayle odeio, não consigo mesmo gostar. Li os que me emprestaste e não me convenceram minimamente, não sei o que vês no gajo ;-P
Do Harlen Coben li o Just One Look e gostei muito.

fantasma 24/1/08 15:45  

O Safran Foer completamente "overated"! Só me apetecia bater no puto, chato comó caneco! :op De resto é como digo, se vires a JE, o livro está bem escrito, a ideia original, a história dos avós muito boa, agora o Oskar.... tudo nele e na relação dele com o pai e a mãe me desiludiu.

Ainda bem que as opiniões divergem ;) O Mike Gayle, o 1º e 2º livros eram meio fraquitos, melhoraram muito, este gostei bastante embora o favorito ainda seja o His 'n' Hers.

Do Coben só te posso mesmo dizer que li uns 7 ou 8 até agora e nem um me desiludiu, continua (concordamos em qq coisa! :oP)

Miar à Chuva 1/2/08 20:06  

Hum... tenho mesmo de experimentar esses dois: Brian Freeman e o Harlan Coben.
Quanto ao Terapia de Choque foi uma completa surpresa para mim que adorei!
Quanto ao último do Harry Potter... esse era obrigatório, eheheehhe ;D

  © Blogger template 'Sunshine' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP